Pubblicazione dell’Associazione per l’Interscambio Culturale Italia Brasile Anita e Giuseppe Garibaldi

Publicação bimestral . Nº 125 - 126 - Ano XIV - Março / Abril 13 - R$ 10,00

Estátuas de Roma amanhecem com cartazes críticos a Berlusconi

por andrea em segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011 às 22:47 Estátuas de Roma amanhecem com cartazes críticos a Berlusconi

 

Cerca de 150 estátuas em Roma amanheceram nesta segunda-feira com cartazes de protesto contra o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, envolvido em escândalos de cunho sexual. Havia cartazes com mensagens como “Há uma Itália que não fecha os olhos”, “Na Itália há mais que ‘bunga bunga’” e “Petrificada por este lixo”. As mensagens apareceram junto a monumentos de muitas das principais praças de Roma, como Campo de Fiori e Pasquino, bem como nas estátuas da ponte do Castelo de Santo Ângelo. 

A iniciativa é do grupo social Nessun Dorma. Em comunicado, ele explicou nesta segunda-feira que, com esta ação, pretende demonstrar que os cidadãos estão cansados de ver a imagem da Itália manchada em nível internacional e “preocupados com a absoluta inação da política frente aos problemas reais” do país. Berlusconi é investigado por suposto crime de concussão e de incitação à prostituição de menores, no que ficou conhecido como caso Ruby. Outros cartazes convidam a população a participar do protesto marcado para 13 de fevereiro, quando estão previstas manifestações contra o governo em toda a Itália. 

CASO RUBY Em outubro passado, Berlusconi chamou de “lixo midiático” as reportagens relatando que uma adolescente marroquina de 17 anos teria frequentado festas na sua mansão de Milão. Jornais respeitados do país noticiaram que a menina –Ruby, hoje com 18 anos– contou a promotores milaneses que foi a festas na suntuosa mansão de Arcore, nos arredores de Milão, no norte da Itália. Em 2009, Berlusconi, 74, enfrentou vários escândalos envolvendo sua vida pessoal. Em maio, sua segunda mulher, Verônica, pediu divórcio acusando-o de ter casos amorosos com menores de idade, depois de surgirem fotos do político na festa de 18 anos de uma aspirante a modelo. Berlusconi negou ter tido um caso com a moça. Em julho, a acompanhante Patrizia D’Addario disse ter recebido dinheiro para ir a uma festa na residência de Berlusconi, em Roma, e que havia dormido com o primeiro-ministro. Berlusconi diz não ser “nenhum santo”, mas garante que nunca pagou por sexo.

Escreva um comentário